Especialistas e representantes do governo se reúnem durante a Anufood Brazil para debater assuntos críticos para o setor de alimentos

 
Segurança alimentar, regulamentação e desperdício serão os temas centrais do Congresso integrado à primeira Feira Internacional Exclusiva para o Setor de Alimentos e Bebidas

Grandes desafios serão debatidos na primeira Anufood Brazil – Feira Internacional Exclusiva para Alimentos e Bebidas, que acontece entre os dias 12 a 14 de março no São Paulo Expo. O Congresso do evento, organizado com a curadoria da FGV Projetos, reunirá especialistas do mercado e do governo em discussões pautadas por três assuntos centrais: segurança alimentar, regulamentação e o desperdício. "São questões atuais e que cada vez mais requerem a atenção de toda a cadeia de valor de alimentos e bebidas. Conhecê-las é fundamental para os profissionais da área", afirma Cassiano Facchinetti, Diretor Geral da Koelnmesse, organizadora do evento.

O tema da segurança alimentar não se refere propriamente a meios para evitar adulterações, desvios ou contaminações de produtos. Diz respeito à garantia de alimentos em quantidade e qualidade adequadas à crescente população mundial, sobretudo nas economias em desenvolvimento. "A Organização das Nações Unidas (ONU) e outras entidades avaliam que não haverá paz onde houver fome. É essa a segurança em questão", explica Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e Coordenador do Centro de Agronegócios da FGV (GV Agro).

Rodrigues integrará o primeiro painel do Congresso, no dia 12 de março, apresentando o cenário global para a segurança alimentar. Segundo estudos, em dez anos a oferta de alimentos terá de crescer 20% para a nutrição adequada de toda a população mundial. Para esse incremento ocorrer, o Brasil precisará aumentar sua produção em 40%. Tal "missão" será abordada pela atual ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

O papel da América Latina será destrinchado por Manoel Otero, Diretor Geral do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA). O fio condutor do painel será o desafio de compatibilizar o fornecimento de comida para todos com a preservação dos recursos naturais.

Assegurar nutrição adequada a todos no planeta não depende apenas de produção. Entre as muitas questões que afetam o acesso aos alimentos está o das regras de comércio internacional. Essa seara norteará o painel que contará com as presenças de Aloysio Nunes Ferreira Filho, senador e ex-ministro das Relações Exteriores; do embaixador Victor do Prado, Diretor do Comitê de Comércio e Negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC); e de Marcos Jank, Presidente da Aliança Agro Ásia-Brasil.

Normas e perdas

O segundo grande mote do Congresso Anufood Brazil, o da regulamentação, envolve os libelos e articulações em torno de mudanças na forma de produzir e comercializar alimentos industrializados. Riscos atribuídos a ingredientes, aditivos e processos cada vez mais insuflam comoções. Além disso, exigências de novos padrões de rotulagem têm causado polêmica.

Como serão as regras determinadas por aspectos de nutrição e saúde? Como evitar radicalização das discussões sem prejuízo dos consumidores e da indústria? Questões como essas nortearão o terceiro painel do Congresso, o primeiro marcado para o dia 13 de março. A óptica do governo será apresentada por Willian Dib, Diretor Presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Já a visão das empresas será detalhada por Wilson Mello, Presidente do Conselho da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA). Tendências e outras informações serão fornecidas por Jonathan Brooks, Chefe da Divisão de Agro-Alimentos, Comércio e Mercado da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), e Sebastião Barbos a, Presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Por fim, o desperdício é preocupante pelos efeitos negativos em três frentes. Primeiro, no lado social: a comida jogada fora poderia alimentar quem passa fome. Há também o aspecto financeiro. Desperdícios significam perdas de dinheiro para toda a cadeia. E convém lembrar que resíduos orgânicos podem provocar problemas ambientais e sanitários.

De acordo com o World Resources Institute (WRI), o desperdício de alimentos no Brasil alcança 41 mil toneladas por ano. Alguns estudos apontam que, no país, as perdas de hortifrutigranjeiros ao longo da cadeia de distribuição chegam a 30% da produção total. Meios de conter o problema serão esmiuçados em um painel com as participações de Anita Gutierrez, Chefe do Centro de Qualidade em Horticultura da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP); João Dornelas, Presidente da ABIA; e Luis Madi, Diretor do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Anita falará dos volumes perdidos durante o transporte. Dornellas falará de desperdícios ocultos nas indústrias. E Madi explicará o papel das embalagens adequadas na contenção dos desperdícios.

O Congresso Anufood Brazil ainda proporcionará, em seu encerramento, uma palestra sobre o cenário macroeconômico. A apresentação caberá a Carlos Langoni, professor da FGV.

A programação do Congresso Anufood e as informações para inscrições estão no link www.anufoodbrazil.com.br/congresso/.

Serviço:

Anufood Brazil
Dias de Feira: 12 a 14 de março de 2019
Dias do Congresso: 12 e 13 de março de 2019
Horário: 10h – 19h
Local: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes Km 1,5 - Vila Água Funda, São Paulo - SP

Sobre a Anufood Brazil - A Anufood Brazil está sendo organizada pela Koelnmesse do Brasil em parceria com a FGV Projetos, unidade de assessoria técnica da Fundação Getúlio Vargas, dedicando o devido espaço a toda diversidade das atividades relacionadas ao agronegócio e à indústria alimentícia e de bebidas. Dessa forma, compradores nacionais e internacionais terão a oportunidade de se encontrar em um mesmo local para realizar negócios, além de ter contato com as inovações da indústria. O evento acontece de 12 a 14 de março de 2019, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Mais informações: www.anufoodbrazil.com.br

Feiras do Brasil - 24/02/2019